NOVIDADES

A-
A+

Edições de 2015

» Empresário assume Vice Presidência no Conselho Diretor Nacional do IBEF » Instituto realiza atualização permanente do cadastro dos seus associados

Edições de 2013

» Retenção de talentos será tema do próximo café da manhã » Prêmio IBEF de Sustentabilidade celebra práticas empresariais sustentáveis » Custo da burocracia para a abertura de capitais » Congresso Nacional de Executivos de Finanças será em outubro » Notícias publicadas sobre o IBEF-PE disponíveis no site » Opinião: associados podem colaborar com as “Palavras do IBEF-PE” » Executivos conhecem projeto que revitalizará área portuária do Centro do Recife » Conef 2013 será em outubro no Rio de Janeiro » Sustentabilidade da economia brasileira e pernambucana só é possível com o fim de antigos problemas fiscais e de infraestrutura » Posse da diretoria nacional conta com a presença de presidentes das seccionais do IBEF » IBEF apoia reequilíbrio das dívidas dos estados e municípios com a União » IBEF-PE com foco na divulgação de suas atividades e comunicação com associados » Site institucional reformulado » Conselho Diretor conta com novos integrantes e configuração » IBEF-PE é destaque na Revista Algo Mais » Poupança registrou captação líquida de R$ 2,3 bilhões em fevereiro » Copom mantém taxa Selic em 7,25% ao ano » Os 5 vilões do endividamento » Dívida nem sempre é ruim; especialistas explicam o porquê

Edições de 2012

» Opinião – “Breves considerações sobre a Tributação Ambiental no Brasil” » "Guerra dos Portos" prejudica o progresso? » Por que tão poucas empresas familiares conseguem chegar à segunda geração? » Fiscalização tem foco nos grandes » Copom acelera o ritmo e reduz a Selic para 9,75% ao ano » Qual é a melhor empresa do Brasil? » Petrobras prevê aumentar produção em 367 mil barris diários » Quer investir em imóveis? Confira 10 dicas para se dar bem neste mercado » Como caçar pechinchas no mercado imobiliário » Quer ter sucesso nos investimentos? Veja 10 livros que podem ajudar » Investir em imóveis ou fundos imobiliários? Veja qual a melhor opção

Edições de 2011

» Petrobras já captou US$ 18 bilhões este ano, diz gerente da Petrobras em seminário » Fim da transição fiscal » Companhias tiveram menos problemas ao adotar padrão contábil internacional » Indústria e comércio aprovam corte na Selic e afastam riscos inflacionário » Comprar imóvel na planta requer atenção redobrada às finanças » Comportamento identifica se pessoa tende a se tornar inadimplente » Psicologia revela propensão a dar calote » Adiantar 13º é indicado para quem tem dívida; confira condições » Morar ou investir: critérios para compra de imóveis são diferentes, dizem especialistas » Crise: novo patamar de crescimento » 4 estratégias para vender seu imóvel mais rápido » Vencedor do Prêmio Revelação em Finanças em 2010 realiza debate no IBEF SP » Qual o perfil e quanto ganha um consultor? » Fundos imobiliários ganham força no País » Brasil sofre mais para recrutar no setor financeiro » Mercado brasileiro é destaque de palestra no IBEF » Apesar da crise, 75% dos executivos de finanças manterão os investimentos até o final do ano » Executivo brasileiro considera crise atual menos intensa que a de 2008 » Previdência privada cresce, mas controlar recursos tem vantagens » Para executivos de SP, crise atual é menos preocupante que a de 2008 » Redução da Selic agrada comércio e indústria, mas ambos querem novas quedas » COPOM: Para IBEF, corte na Selic foi decisão acertada » IBEF Premia empresas com excelência em sustentabilidade » Qual é a melhor maneira de comprar a casa própria? » Executivos esperam escassez de ofertas até o fim de 2011 » Aplicar em imóveis dispensa fortes emoções » Pesquisa revela que Governança Corporativa agrega valor às empresas » Como praticar a melhor gestão de pessoas e processos » Para IBEF, alta da Selic compromete a competitividade das empresas no Brasil » Sem surpresa, Copom sobe a Selic pela 5ª vez seguida, para 12,50% ao ano » IBEF SP e KPMG buscam revelações em finanças no setor de seguros » Imóveis: com alta de preços, especialistas comentam se é melhor comprar ou alugar » Análise: Após três anos de alta, preço de imóvel pode cair a partir dos próximos meses » Ibef. Tênis e negócios » Governo lança hoje previdência para atletas » 'BC já vê 2011 como um caso perdido', diz presidente do IBEF » Imóvel deve ser visitado antes da compra no Feirão da Caixa » Transportes Metropolitanos terá 90% de verba liberada em SP » Dividido, Copom eleva juros a 12% » Prepare o seu bolso: os juros devem continuar subindo » Economia brasileira vai bem, mas surgem sinais de alerta

Sustentabilidade da economia brasileira e pernambucana só é possível com o fim de antigos problemas fiscais e de infraestrutura

Maio 10, 2013

Sustentabilidade da economia brasileira e pernambucana só é possível com o fim de antigos problemas fiscais e de infraestrutura

Executivos pernambucanos se reuniram, no dia 10 de maio, no auditório do JCPM Trade Center, para participar de mais um café da manhã promovido pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-PE). O senador Armando Monteiro Neto (PTB) foi o palestrante convidado para falar sobre “Os desafios para garantir a sustentabilidade do ciclo de crescimento do Brasil e de Pernambuco”. Para ele, o futuro da economia brasileira e pernambucana dependem do fim de antigos problemas fiscais e de infraestrutura. O evento aconteceu no auditório do JCPM Trade Center.

Segundo o senador, a política fiscal brasileira não está coerente com a política monetária. Ele lembrou que o Brasil só alcançou a relativa estabilidade econômica porque nos últimos anos, os governos preservaram a política macroeconômica com base no superávit primário, controle de inflação e sistema de câmbio flutuante. Ao mesmo tempo, o país deixou de fazer ajustes fiscais, de reduzir os gastos com a máquina pública – principalmente com a Previdência Social - e de realizar investimentos importantes em infraestrutura. “O Brasil continua crescendo pouco porque apenas 18% do seu Produto Interno Bruto (PIB) é reinvestido, enquanto a média mundial de investimento do PIB é de 20% a 22%. A China investe 40% do PIB”, comentou.

Outro desafio, segundo Monteiro Neto, é elevar a poupança doméstica e reduzir e as despesas obrigatórias do Governo Federal. Cerca de 10% do PIB Brasileiro, por exemplo, é destinado ao pagamento da Previdência Social. Para ele, alguns avanços ocorreram, mas é necessário realizar uma nova geração de reformas e, por outro lado, reduzir a carga fiscal das empresas. Ele defendeu a redução do Custo Brasil para ampliar a capacidade das empresas produzirem. “O desafio da próxima década é garantir a sobrevivência da indústria nacional a partir da redução dos custos sistêmicos e desenvolver uma agenda da inovação, baseada na educação, que precisa ser crescente para termos ganhos futuros”, declarou.

Outra ação importante seria o desenvolvimento de um sistema tributário de classe mundial, a exemplo do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), aplicado atualmente pela União Européia. O senador foi realista ao declarar que a possibilidade de uma reforma ampla nos próximos anos é nula, mas que mudanças pontuais que aperfeiçoem o ambiente das podem ser feitos, a exemplo da reforma no Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS), em tramitação no Senado.

No caso de Pernambuco, que vem crescendo pela reindustrialização – na contramão do Brasil que vem obtendo perdas em sua matriz industrial -, a sustentabilidade só está garantida se houver a consolidação de problemas comuns ao resto do País, como as obras de infraestrutura viária para ampliar a competitividade e escoamento do que for produzido. “É necessário investir cada vez mais no capital humano, promover um grande esforço de educação técnica e para a área produtiva. Ainda somos uma economia pequena e fechada. Pernambuco tem um longo caminho para consolidar esse processo”, explicou.

O presidente do IBEF-PE, José Emílio Calado, ficou muito satisfeito com o resultado da palestra. “A explanação do senador Armando Monteiro Neto foi excelente e nos brindou com uma visão clara dos problemas do Brasil e os desafios que temos para superá-los”, comentou. Para Renato Cunha, presidente do Sindaçúcar, o senador traçou perfis e contextos absolutamente atuais. “Ele evidenciou a necessidade do País eliminar as assimetrias tributárias do ICMS e onde se deve buscar uma neutralidade fiscal para que possa crescer de forma mais sustentável”, detalhou.

O diretor Comercial da Honda em Pernambuco, André Almeida, também elogiou a palestra e a iniciativa do IBEF-PE. “Esse movimento que o instituto vem fazendo é uma demonstração de associativismo. Precisamos estar empenhados, nos reunirmos e discutirmos para poder favorecer, inclusive, as entidades governamentais com ideias, sugestões, com experiências de empresas de outros estados e de outros países para podermos contribuir para a sustentabilidade da nossa economia”, declarou.

O evento reuniu cerca de 100 executivos e profissionais associados e convidados. Entre os presentes na palestra estavam Aguinal Viriato, diretor da Ampla Propaganda; Carlos Eduardo Maçães, diretor da Norlog Logística; Eliézer Menezes,m diretor da Portus Empreendimentos; José Gomes Casimiro, vice-presidente da Associação Comercial; Luciano Almeida, diretor do Cerpe Diagnósticos; Marcelo Guerra, diretor da Frompet; Maria de Lourdes Araújo, presidenta da Unimed Recife; Osório Ferrucci, diretor da Camargo Corrêa; Otávio Moraes, diretor do Cedepe; Paulo Dalla Nora, presidente do Banco Gerador; e Sérgio Moura, diretor da Baterias Moura, entre outros.

O próximo Café da Manhã do IBEF-PE será realizado no dia 29 de maio, também no auditório do JCPM Trade Center.


José Emílio Calado e Armando Monteiro durante o evento



Palestra reuniu associados e convidados no auditório do JCPM

A-
A+

PATROCINADORES




Desenvolvido por: